terça-feira, 15 de agosto de 2017

Gogô capricha na harmonia

                                
 Por FERNANDO LICHTI BARROS

Considere-se um sortudo se, entre as margueritas e escarolas da pizzaria Zio Vito, o som de um piano lhe chamar a atenção. Você estará diante de Hilton Valente, o Gogô. 

Antigo morador do Cambuci, ele às vezes sai de casa, ali pertinho, para dar uma canja nas noites de quinta-feira. Sinta-se presenteado.

No Rio, a cidade natal, Gogô teve aulas com Radamés Gnatalli. “Já vi que você gosta de harmonia”, disse-lhe o professor. Sábio Radamés. Acordes bem escolhidos eram de fato o negócio do rapaz, já então atento ouvinte de discos e de música feita ao vivo, como a de Johnny Alf na boate do hotel Plaza, em Copacabana.

No mesmo bairro, em 1957, deu-se no Au Bon Gourmet a estreia profissional de Gogô. Três anos depois, em São Paulo, o mesmo Johnny que ele ouvia no Plaza arranjou-lhe o primeiro emprego, na Cave, onde também trabalhava outro carioca, o saxofonista J.T. Meirelles. Entre boates e hotéis de São Paulo e Rio - Baiúca, Le Club, Farney´s e Copacabana Palace, por exemplo -, Gogô deixou no ar a marca dos seus acordes bonitos. 

Em 66 gravou pelo selo Farroupilha, com o saxofonista Lambari, o baterista Hamilton Pitorre e o baixista Capacete, o LP “Quarteto Lambari”. Concluído o disco, o grupo nunca mais voltou a tocar, sem ter feito sequer um show de lançamento.  
Entre 1972 e 78, Gogó estudou medicina. No penúltimo ano do curso, depois de ter acompanhado Maysa, Nana Caymmi e Doris Monteiro, passou a trabalhar com Dick Farney. Paralelamente exerceu a clínica geral. Em 82, decretou: “Sarei” – e ficou só com a música.

Numa noite de 1989, empregado com carteira assinada no Hotel Ca´d´Oro, na Rua Augusta, redigiu lá mesmo o pedido de demissão. Aos 50 anos, andava cansado daquilo - o piano ruim, a comida nada apetitosa oferecida aos funcionários, o alheamento do público. Foi para casa e no portão, com o paletó pendurado no ombro, anunciou a Dina, com quem era casado: “Parei”.

Já lecionava na Unesp, e  depois, até se aposentar, ensinou harmonia na Faculdade de Música da Unicamp. Em 2009 lançou o CD “O piano de Gogô”, apenas duas vezes apresentado ao vivo.

Agora, para você ouvi-lo de perto, só se ele aparecer de surpresa na pizzaria ou se você passar pela Rua Canudos, no Cambuci. Lá, todas as manhãs, após acordar, tomar café e ler jornal, Gogô estende as mãos sobre as teclas para tocar jazz, bossa-nova e boleros. Caprichando na harmonia, é claro.

O PIANO DE GOGÔ (Maestro Hilton Jorge Valente) - YouTube

https://www.youtube.com/watch?v=jwJkdVZMUpI





Dick Farney - The things we did last summer - YouTube

https://www.youtube.com/watch?v=8yyDYNZWaO8



    

SONHO DE CARNAVAL - QUARTETO LAMBARI - YouTube

https://www.youtube.com/watch?v=BsZNtJHTQC4







  


Nenhum comentário:

Postar um comentário